terça-feira, 17 de abril de 2018

Emília



A boneca de pano do Sítio sempre me assustou um pouco. A ideia dela ser uma boneca viva me fazia pensar que se ela fosse ferida vazaria algodão dela? Um pensamento meio perturbador olhando agora...

Bom, essa é de fato uma boneca de pano, feita por Tia Anastácia para Narizinho, que tomou vida em algum momento e que tem em suas roupas e pele vestígios de remendos e rasgos que ajudam um pouco a deixar seu visual meio sinistro.

A boneca tem personalidade muito forte sendo mal criada, arrogante, individualista, ciumenta e aparentemente pouco confiável devido ao seu hábito de mentir. Foi casada com Marquês de Rabicó por interesse pois queria se tornar Marquesa, arrancou e transformou em anel o olho de um jacaré e mesmo com esse ímpeto um tanto suspeito vive no sítio e tem adimiração por Dona Benta e respeito por Anastácia mas gosta mesmo de sua amiga, Narizinho.

No do Sítio, ela vive entocada dentro de sua casa de bonecas.

Personagem livremente inspirada na obra de Monteiro Lobato com o intuíto de exercício criativo.

segunda-feira, 26 de março de 2018

Dona Benta

Dona Benta



O Dona Benta sempre foi aquela vovó de aparência gentil e bondosa que dividia os dias entre cuidar do Sítio, de seus netos que visitam a sua moradia, contando suas histórias.

Mantendo parte de suas características, a Dona Benta é a avó de dois netos que a visitam depois de terem perdido os pais na Grande Guerra do Café. Ela mesma foi oficial e combatente durante o conflito e antes disso era maquinista. Mulher forte, que saía pelo mundo em aventuras, herdou o Sítio e se viu obrigada a aceitar a herança contra sua vontade o que trouxe outras obrigações e desafios.

Depois de muito tempo solitária e de perdas percebeu a importância de ter amigos como Barnabé e Anastácia ao seu lado e passa parte do tempo relatando suas aventuras fantásticas aos seus netos.

segunda-feira, 19 de março de 2018

Visconde




Usando como base um certo artista da música fiz essa versão do Visconde de Sabugosa, do Sítio do Pica Pau Amarelo com uma pegada mais sinistra. Embora não saiba se no Brasil o uso de espantalhos é comum ele tem um pouco disso e gosta de passar um tempo em seu milharal assustando incautos.

Sua roupa é feita com fibras da planta, com tons esverdeados e amarelos sujos e mesmo parecendo elegante sua vestimenta é basicamente feita de trapos que outrora viram momentos melhores.

Nessa versão seus dentes são feitos de milho e isso lhe proporciona um sorriso bem desconcertante...
 

segunda-feira, 12 de março de 2018

Tia Anastácia
 
Lembro de assistir o Sítio do Pica Pau Amarelo, série baseada na obra de Lobato e fora produzida em 1977 e bem pequeno  já me interessava o ambiente fantástico onde pessoas normais conviviam com seres mágicos como o Saci e a Cuca que era até então o bicho papão do qual tinha medo apesar da barriga em arco-íris.

Apesar das recentes ( e na minha opinião legítimas ) acusações de preconceito, acho que os personagens podem sim reverter essa situação sendo retratados de maneira um pouco diferente sem perder suas características e ainda assim permanecerem interessantes. A Tia Anastácia é uma dessas vítimas de sua época onde descendentes da África, Árabes, Indianos ou até chineses eram sempre vistos como pessoas ignorantes, bárbaras e retratadas no máximo do seu estereótipo negativo. E é triste ver como na verdade a gente continua longe de nos livrarmos do preconceito ainda hoje em dia...

Enfim, falando do desenho aí de cima, é uma versão que comecei a trabalhar em 2011 me baseando na obra mas com outro ambiente, Steampunk. Nessa versão, a Tia Anastácia é cozinheira no Sítio mas é também amiga da Dona Benta, com quem dividiu o front no exército durante a guerra como uma general ou capitã. Mais tarde, passado o período do combate, preferiu abandonar as armas e se voltar ao seu amor como cozinheira. Eu queria manter o fato de ela cozinhar mas com um passado que a tivesse levado a fazer essa escolha, como se já tivesse visto violência demais e afetada por isso escolheu algo que traria alegria e sorrisos ao invés de o horror do combate. Mas o passado pode sempre voltar...

Junto com ela também desenvolvi outras versões dos personagens que vou colocar aqui como uma maneira de registro digital da ideia que ainda está em desenvolvimento e funciona também como um exercício de criação com base em conceitos já utilizados.
 

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

A TRIBO



A Tribo é uma equipe de super seres, chamado Supragenomas envolvidos em uma complexa trama de vingança promovida por seu maior inimigo até o momento: Fábio Tadashi.

O grupo foi formado por uma série de eventos desses que ajudam a formar qualquer grupo de quadrinhos mas em comum existe o fato de eles se verem não só como amigos mas uma família e embora ainda não entendam o porquê de serem caçados por Tadashi eles perceberam logo cedo que a sua união os tornam muito mais fortes.

Cada um tem uma relação independente entre eles, sendo alguns irmãos, outros filhos adotivos e alguns apenas tiveram suas vidas mudadas após o evento que ocorreu anos atrás e despertou poderes aparentemente adormecidos nos personagens.

As histórias se passam num Brasil bem parecido com o nosso de hoje em dia mas, claro, existem esses seres com habilidades sobre humanos e esses se encontram em todos os lados, inclusive alguns trabalham oferecendo seus dons para políticos corruptos e outras categorias influentes do nosso país que podem vir a se sentirem ameaçados por alguém que pode ler a sua mente, por exemplo.

Além do gênero "comics", com personagens super poderosos digladiando-se em plena São Paulo a Tribo também flerta para a ficção científica, humor, suspense e também o terror com uma bela galeria de cenas violentas e monstros espalados pelas galerias do metrô, esgotos e rios poluídos da minha cidade cinza, São Paulo.

Apesar de não se considerarem herois, os personagens agem de maneira a serem classificados assim, obedecendo regras morais com relação aos desafios que combatem, muitas vezes reagindo à um ataque ou tentando entender como se encaixam nesse momento. Muito mais aplicando o que aprenderam na vida, que sem sempre dá pra ganhar a guerra mas sim uma batalha diária do que salvar o mundo. Às vezes pode parecer egoísmo mas na verdade é o que fazemos no dia a dia, sobrevivendo um dia por vez. 

Vivemos num mundo mais cinza do que gostaríamos onde muitos dos que deveriam nos representar, ajudar e apoiar não o fazem mas ainda sim temos esperança de que as coisas podem melhorar. A Tribo existe para ajudar à sua maneira a tornar esse mundo um pouco mais divertido nesse processo.

A Tribo é formado por:

Pantera - Gerson de Oliveira pode usar suas elevadas capacidades mentais para ler mentes e provocar ataques cinéticos poderosísimos. Essas capacidades são sempre muito controladas pois qualquer deslize pode causar efeitos mortais não só ao redor como no proprio Pantera tendo já causado dificuldade se socialização dele nos períodos iniciais de manifestação.

Portal - Renata Lemes foi adotada ainda criança pelo Professor Ladislau e considera Volt sua irmã. Ela parece ter sido pivô da vingança de Tadashi, algo que será revelado mais à frente. Seu poderes auto explicativos já denunciam: ela cria portais e os usa não só como meio de deslocamento mas também para ter acesso às suas armas. Excelente sniper e jogadora de Call of Duty e PUBG.
 
Lynx - Uma espécie de samurai moderno, Michell Angelo Dezick é policial em São Paulo e além de altíssima experiência em artes marciais e uso de espadas pode transformar seu corpo em diversos materiais se adequando à sua necessidade em combate. Pode variar de metal a mesmo osso dando uma blindagem ao lutador. Também tem algo muito similar à visão de raios x.

Cura - Rafael de Oliveira já foi pastor mas teve sua fé abalada quando sua vida passou por um estresse que envolveu seus poderes: ele pode curar terceiros, regenerar seu corpo mas não afeta parentes co-sanguíneos. Hoje é policial e foi onde conheceu Lynx. É irmão de Pantera e conhece Tiborg desde garoto e tem nesse um de seus maiores amigos.

Tiborg - Douglas de Souza tem além de força acima do normal uma incrível capacidade acrobática. Extremamente ágil e adaptativo, seu corpo consegue replicar movimentos de forma eficiente o que o torna um lutador muito imprevisível em campo. Também possui uma espécie de quadrante sensorial que o ajuda perceber ameaças fora de seu campo de visão. Trabalha como Analista de tecnologia mas para relaxar é piloto de provas.

Puma - Gabriel Mattos era um taxista, na verdade ainda é mas hoje dirige para aplicativos. Completamente normal. Até se transformar em uma figura com mais de 2,50m de altura e 600 quilos. Extremamente forte e ágil parece mudar não só fisicamente mas psicologicamente e isso afeta de leve como seus amigos lidam com ele sem que percebam. Em certos momentos a criatura parece passar por momentos de estresse e entra em um modo Berserker onde fica ainda mais selvagem e forte mas geralmente volta ao "normal" em pouco tempo. Para o bem de todos.

Volt - Filha do Professor Ladislau, Carolina Franco é uma garota de 16 anos muito inteligente e adora esportes, principalmente vôlei. Isso lhe dá também certa agilidade em combate pois alia sua agilidade aos seus poderem elétricos. Ela gera energia como uma bateria e produz uma variação de ataques de diferentes intensidades de maneiras bem imaginativas. Costuma usar seus raios como uma maneira de amortecer seus saltos junto à Portal. Eles a fazem flutuar ou algo próximo a isso reduzindo impactos. 

Professor Ladislau Franco - Pai Volt e Portal, o professor fora um aliado da família Tadashi. Isso antes de descobrir o que os planos do patrono Tadashi reservariam para o futuro e tentar frustar ( com sucesso e ajuda da pré - Tribo ) a destruir as chances de conclusão desse objetivo escuso. Também tem poderes e eles aumentaram sua inteligência e capacidade de desenvolver praticamente qualquer tipo de equipamento eletrônico, mecânico, etc... Mas também lhe causa terríveis dores de cabeça em momentos de ócio o que o faz "criar" o tempo todo.

Ultra - Kaball é um mistério. É capaz de transformar seu corpo a ponto de criar apêndices como asas, garras e mudar completamente a aparência. Como forma de ataque costuma se transforamar em criaturas ameaçadoras saídas de pesadelos. No grupo esconde seus pensamentos inclusive de Pantera, que por algum motivo, não consegue entrar em sua mente.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

CAÇADORES DE TEMPESTADES


O governo vem desde muito tempo investigando e captando super seres com o objetivo de controlar, estudar e usar tais indivíduos. Pouco se sabe sobre quais organizações públicase militares estariam envolvidas e se seus objetivos seriam a ajuda e compreensão de tais pessoas ou simplesmente o medo da ameaça que poderiam se tornar.

Durante o período da Ditadura Militar, um grupo em particular foi denominado de Caçadores de Tempestades e com a premissa de impedir a proliferação de inimigos do Estado que potencialmente estariam dispostos a usar os denominados "Supra Genomas" esses soldados abordavam para averiguação qualquer suspeito de ter poderes e tinham autoridade da de agir de modo mais truculento possível para intimidação. O que muitas vezes resultaria em sumiço permanente do cidadão ou pior.

Com o tempo e eficiência da equipe as evidências de seres com super poderes diminuiram até se tornarem nada mais que boatos. O grupo foi então aparentemente dissolvido.

Até hoje.

Da formação original temos dois, o líder Coronel Brado e o Sr. Contêiner que eram soldados na época.

Timbet - Assassino sorrateiro e eficiente, ele possui agilidade e velocidade impressionantes.

Coronel Brado - Inquestinável em sua liderança é um personagem de autoridade e supõe-se que seus poderes inclui uma capacidade de persuasão acima do que se deva considerar seguro. Além disso ele pode anular os poderes de outro Supra com um toque tornando-o muito eficiente durante as caçadas.

Vektra - Dispara raios de energia extremamente destruidores. Pode voar. Corpo resistente à temperaturas extremas e relativa invulnerabilidade.

Sr. Contêiner - Força bruta muito acima do normal. Relativa invulnerabilidade à ataques físicos. E ele tem um braço mecânico. Gigante.

Aura - A pequena Aura é uma assassina psicopata cujos diversos crimes acabaram por levá-la a um período presa em um sanatório para transtornos psicológicos. Pena revogada pelo Coronel ao convocá-la para a equipe. Ela cria um campo de força que além de proteger pode ser projetado em formas pontiagudas e perigosamente afiadas...

A ELITE


A equipe de vilões capitaneada por Fábio Tadashi é formada por indivíduos que assim como a Tribo possuem super poderes e serão vistos como o primeiro grupo de super seres oficiais do país. Apesar de sua conduta nada heroica eles serão assim apresentados para a sociedade.
A equipe é formada por:
Meltdown - uma adolescente cujos poderes geram chamas de maneira quase incontroláveis o que faz com que exista um protocolo a ser seguido: ela vive constantemente sob efeito de tranquilizantes.

Coice - um ex-lutador que foi obrigado a abandonar a carreira e hoje é um dos guarda-costas oficiais de Tadashi. Tem a pele invulnerável e provoca ondas de choque com seus golpes.

Ursus - Também é guarda-costas oficial de Tadashi. Seu corpo aumenta a massa muscular e consequentemente sua força. Também é capaz de ferver o sangue de suas vítimas.

Rajada - O líder de campo. Poderes psico-cinéticos.

Caçador - Um mercenário que aluga suas habilidades acrobáticas e assassinas pelo melhor preço. Produz bio laser pela olho direito e usa uma manopla multifuncional, seja lá o que isso quer dizer!

Okami - Ninja assassina e guarda-costas de Fábio Tadashi. Controla o metal maleável que compõe a prótese de seu braço. Afinidade com eletro magnetismo.

Massacre - Trem de carga desgovernado com tendências a psicopatia.

Fábio Tadashi - Multimilionário misterioso cujo objetivo parece ser o controle. Total.


Para ver mais existem duas revistas até o momento, A Tribo 1 e 2 que podem ser adquiridas pelo email juniorcortizo@gmail.com.